Sobre mundos e amores‏

Fazia frio, mas a água estava tão quente que eles nem notavam. Seus corpos despidos de qualquer vergonha ou pudor. Aquele foi o banho mais demorado da vida deles e mesmo assim foi pouco: sempre se quer mais. A cama forrada apenas com suas roupas descansava, ela merecia.

Saíram do banho, foram para o quarto. Exaustos. Enquanto decidiam o que iriam almoçar, a campainha do quarto tocou.

– Não pedi nada – disse ele.
– Nem eu.

Ignoraram uma, duas, três vezes, até que parou. Mas agora eram gritos que vinham da rua que os deixaram alarmados: carros se chocando e de repente uma sinfonia de sirenes e buzinas. Alguém esmurrava a porta, gritando e chorando. Isso fez com que despertassem para um perigo desconhecido.

Os murros pararam, mas pedras caíam da encosta a frente e se chocavam contra o prédio, esmagando carros e o que mais pudesse estar no caminho. Foi só o tempo de se vestir com as roupas amassadas e sair do quarto: o teto acima da cama que estavam veio abaixo. Desceram correndo pelas escadas e viram pessoas no chão, pessoas mortas.

Assim que ganharam a porta da frente do local, e viram a escuridão que o dia se tornara, entenderam instantaneamente o que estava acontecendo: o mundo acabava.

Uma chuva forte tinha começado a cair junto com bolas fogo. Eles se olharam e percebiam o mal que tinham acabado de causar. Aquele era o amor proibido, não deram ouvidos quando foram avisados. Eles tinham acabado de sentenciar o fim não só daquele mundo, mas de todos os outros que lhes pertencia. Tudo por amor.

Apolo fora do seu céu e Artemis não era mais pura.

____________________________________________

Contribuição de Thiago Radice.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s