Pandora’s Box – 3 – Criadores e Criaturas

Um dia inteiro se passou desde a chegada de Lynch. O navio já estava praticamente pronto, com seu novo mastro no lugar e avela pronta para ser aberta. Além disso, Kyle passou o dia admitindo novas pessoas para a tripulação. Aparentemente Morgana havia passado mandado uma boa quantidade de gente para se inscrever para os cargos simples como bucha de canhão, limpador de convés e o bom e velho “pirata”; aquele cargo que faz de tudo um pouco, dá uns tiros e facadas aqui e ali, bebe como se não houvesse amanhã e é leal ao seu capitão. Quanto a última parte, ainda não tinha testado a lealdade dos novatos, mas confiava nas escolhas de Morgana; e sabia que oportunidades para testar isso não faltariam no futuro.
Mas ainda faltavam alguns cargos chaves, como médico, navegador, cozinheiro e outras.

Pensava nisso esperando que Morgana achasse seus antigos companheiros, ou pessoas a altura para tais cargos, o quanto antes.

Seus pensamentos foram interrompidos quando, de cima do navio, observou uma pequena bola de fogo descendo pelas ruas da cidade, vindo em direção do cais, causando gritos e uma baderna pelo caminho. Apertou os olhos para tentar entender o que acontecia mas não conseguia entender ainda até que ouviu duas vozes esganiçadas gritando, vindo da direção da bola de fogo:

– VIRA! VIRA!! CUIDADO COM AQUELA VELHA!! AAAAAAHHHHHHHHH

Com isso, mesmo não vendo o que acontecia conforme a bola se aproximava, Kyle já tinha uma noção do que estava acontecendo e, calmamente, começou a descer do navio, ainda ouvindo as vozes.

– FREIA!! NÃO BATE, NÃO BATE!! AAAAAAAAHHHH PERDEMOS UMA RODA!!

– Ora, CALE A BOCA TRIF, EU TÔ TENTANDO DIRIGIR!!

Kyle sorria um pouco enquanto chegava no cais, começando a caminhar devagar na direção da bola de fogo que começava a diminuir de velocidade, tirando todos do caminho.
Até que parou com uma explosão a poucos metros dos pés de Kyle,  deixando uma fumaça enorme, preta. De dentro da fumaça, duas figuras pequenas saíram andando meio cambaleantes e tossindo. Uma delas parou de costas para Kyle e de frente para seja lá o que um dia fora aquele monte de entulho e começou a falar, retirando os óculos completamente sujos de fuligem da cara

– Hmmm foi melhor do que o esperado. Chegamos inteiros, isso é um ótimo avanço, Trif. Ah, e olá Capitão!

Falou o pequeno já se virando para Kyle com um sorriso meio maníaco. Eram dois goblins, verdes e feios. Mas só por eu ter falado que eram “goblins” vocês já deveriam ter deduzido isso.

– Olá Firk. Máquina nova?

Firk era o goblin da frente, com um chapéu de ferro cobrindo toda sua cabeça, com óculos de aviador presos a ele. Era baixo, verde e mirrado, com cicatrizes aqui e ali, além da pequena armadura cobrindo o corpo e diversas ferramentas amarradas a bolsas em suas pernas, além de duas pistolas, quase maiores que seus braços, presas ao lado das bolsas.

– Que nada, é uma lata velha que fizemos depois que encontramos Morgana. – respondeu ele, dando um chute na lataria, fazendo uma outra pequena explosão desmantelar o que ainda estava montado. – Limpe isso depois, Trif.

Trif era o outro goblin, um pouco menor que Firk e mais sujo de graxa, óleo e seja lá o que for. Fora isso, vestia uma touca preta, luvas e diversas ferramentas também, além de alguns explosivos meio escondidos.

– Então vocês encontraram a Morgana? Como ela está? – Perguntou Kyle, começando a subir novamente no Maelstrom, sendo seguido de perto pelos dois pequenos que andavam fazendo barulho de ferro batendo em outros ferros, por causa das ferramentas, e atraindo olhares curiosos da tripulação e outras pessoas no cais.

– Ela está bem. Já encontrou quase todo mundo e eles estão vindo. Mas fomos mais rápidos! – Respondeu Firk, com um sorriso de orelha pontuda a orelha pontuda.

– Bem, já que vocês estão aqui. – Disse Kyle, parado no meio do convés, cercado pela sua tripulação nova e sendo observado por Lynch de perto. – Gostaria de apresentar vocês aos nossos novos mestres de armas do navio: Firk e Trif.

– Uhuuu!! – Disse Trif, jogando uma dinamite para o alto, causando uma explosão imensa, começando a queimar a vela nova do navio.

Anúncios

2 comentários sobre “Pandora’s Box – 3 – Criadores e Criaturas

  1. “Começando a queimar a vela nova do navio” hahahahah

    Espero que você não desista de escrever antes de começar a “acontecer” alguma coisa – chata.com

    Fora isso eu likei -q

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s