Carta de Lennard para François A.

Mon cher ami français, s’il vous plaît publier cette lettre dans tous les journaux en Angleterre,

Un baiser

Mark.

Meu amor,

Espero que você leia este jornal, sinto tanto sua falta que resolvi me manifestar de alguma forma para que você soubesse que estou vivo, continuo seguindo em frente, as mudanças agora estão acontecendo devagar na minha vida, tomara que seja por causa disso, duradoura a felicidade que possa vir com ela.

Eu te amo.

Também queria que soubesse que sinto muito por tê-la feito sofrer, voluntária ou involuntariamente, nunca foi minha intenção.

Eu te amo.

Todo esse tempo de distância e silêncio me fez perceber como eu realmente me sinto em relação à você, em alguns momentos pensei que poderia ser uma frivolidade, uma coisa sem muita importância, mas são pensamentos errôneos, já que desde o primeiro dia em que vi um sorriso se formar em seu rosto meu coração se tornou seu. O silêncio só me fez perceber isso em sua forma mais intensa. Dor.

Eu te amo.

Nunca quis nada de você, além da sua felicidade. Quero ser sua alegria, sua força, sua motivação, deixa que motivo para tristeza e dor eu já sou para mim mesmo. É engraçado, mas quanto mais você sofre, mais íntimo da dor você fica e ela já não parece mais tão ameaçadora quanto nos romances que lemos, faz parte da vida sofrer, por vezes pensamos que é demais, mas como eu sempre ouvi na igreja, Deus não dá uma cruz que não possamos carregar.

Eu te amo.

Não tenho palavras para agradecer à Deus, destino, ou qualquer outra força maior, por ter cruzado minha jornada com a sua, esse tipo de coisa que faz valer a pena viver, sobrepõe toda dor que a vida nos dá, nos faz rir desmedidamente, sonhar acordado, esperar pacientemente, saber ver a beleza onde ela é rejeitada pela própria portadora, saber ganhar e saber perder, realmente o importante é competir, pois não dá para se ganhar todas, mas também para isso que existem as revanches, não?

Eu te amo.

Espero que você se torne tudo o que deseja ser, pois tenho certeza que será muito maior ainda, espero que seu coração encontre a paz que ele deseja e merece, espero que um dia possamos tomar um café, conversar sobre a vida, jogar conversa fora, ao menos uma vez mais olhar em seus lindos olhos, vislumbrar seus lábios de nuvem, e abraçá-la tão forte que lhe roubaria o ar. Espero, pacientemente espero. Não parado, vou em frente, pois responsabilidade tenho aos montes, mas sem esquecer do meu porto seguro jamais. Também tenho meus sonhos, desejos e anseios, e assim como você eu irei conquista-los.

Eu te amo, mas isso não é uma cobrança, nem sentença, nem cárcere, e sim liberdade, a libertação do meu corção que se sente livre e leve se amar uma pessoa tão maravilhosa como você, de não esperar nada em troca, sem cobranças, torcedor, amigo.

Espero que leia este jornal.

Ps: Te amo

————————————————————————

Desafio para semana que vem: Sr. Vagner, escreva um conto sobre animais.

Anúncios

2 comentários sobre “Carta de Lennard para François A.

  1. Adorei. Não sei se pela simplicidade e desprendimento contidos na “carta” ou talvez pelo simples fato de eu ser exatamente o tipo de pessoa que faria isso (se o caipira lesse jornal)… Inspirador =)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s