Cores descartáveis

Naquele planeta de aço, frio, sóbrio e cromado, com torres de ferro e fortes de pedra, e sua populaçao feita de aço levando suas vidas metálicas, mecanicas e vazias, nasceu alguem com o coração de carne e sangue vermelhos,  espalhando cor pelo seu corpo tao diferente, tao rosado. Mas logo que notaram puseram fim àquilo. Ninguem precisa do calor de outra vida pulsando em sua vida. Ninguem precisa de cores no mundo feito de aço.

– x –

Conhecimento e Ignorância

O visitante se assustou ao ver o muro alto da fabrica de tecidos abandonada. Do chão ao alto e de um lado ao outro coberto com aquelas inscrições, aqueles rabiscos. “Devem ser encantamentos de proteção, todos os muros dessa cidade possui um ou vários” ele pensou consigo “e devem funcionar. Os maiores estão vazios e sem ninguém por perto. Acho que são templos, onde moram os seus deuses”. Pegou seu veículo e foi pra longe dali.

por @thiagoradice

– x –

P.S.: Devido à problemas técnicos (mesmo), um de nossos parceiros não conseguiu postar seu conto de hoje. Então decidi aceitar a oferta do Thiago para postar dois de seus microcontos. Aliás, “visitas” são sempre benvindas. Só falar conosco no Twitter via @ConteConosco.

Anúncios

Um comentário sobre “Cores descartáveis

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s